18/04/2018

Resenha | Apenas um Garoto - Bill KONIGSBERG

 
Titulo Original: Openly Straight
Autor (a): Bill Konigsberg
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Gênero: Romance
Sinopse:  Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa.
Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco.
O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.

Apenas um Garoto do autor Bill Konigsberg, conta a trajetória de Rafe que é estudante do 2º ano do ensino médio, desde os 13 anos ele se assumiu gay e diferente de muitos nunca se importou com isso. Seus pais aceitaram super bem e eles para ajudar outras famílias, começaram a fazer parte de associações de pais gays. Mas mesmo com todo apoio de seus pais, Rafe ainda se sente muito rotulado e por isso ele pede para mudar de escola, mas ele vai para um internado apenas para garotos em outra cidade, lá ele decidi esconder sua sexualidade.

E ao chegar no internato ele faz amizades e se torna um atleta popular, daqueles que as meninas ficam loucas. Mentindo para ele e para todo mundo, ele vai para festas e fica bêbado, acaba inventando que sua ex melhor amiga da antiga escola é na verdade sua namorada só para manter a imagem de hétero. Até que ele se apaixona por Ben um colega de time que é aquele tipico hétero certinho. Eles acabam em um relacionamento secreto, só que quando ele descobre que Rafe sempre foi gay, eles se separam.

Gente...
Apenas um Garoto foi meu primeiro livro com a temática LGBT e juro, poderia muito bem não ter lido, Rafe desde adolescente foi um rapaz muito bem decidido tanto que ele assumiu sua sexualidade para os pais de modo bem simples, e ele foi presenteado como uma família maravilhosa que fazia de tudo para manter ele á vontade, tudo bem que pais em geral as vezes exageram, mas eles faziam um trabalho muito bem ajudando outros pais. Ele tinha uma amiga de verdade, e apenas por ser o único garoto assumido de sua escola, ele decidi se afastar de tudo para viver como uma pessoa que ele não é, ele acaba caindo nos rótulos que ele mesmo colocou para ele. 

Eu terminei o livro, sem entender como ele representaria alguém, porque eu acho que a maioria das pessoas gostaria de ter a sorte que Rafe tem, na verdade não consigo indicar esse livro para ninguém. Afinal um rapaz de boa estrutura familiar e financeira que é super aceito e decide largar tudo para viver se escondendo, por quê?

“Você pode ser o que quiser, mas não vai se sentir bem quando for contra o que é de verdade.”

11 comentários:

  1. Olá. Já li muitos livros com essa temática e na maioria, muito bons. Não li esse é através da sua perspectiva, realmente fiquei sem entender o personagem e justamente que tipo de papel de fato ele deveria demonstrar.
    Pelo que entendi, ele sempre soube o que queria, quem é e não teve dificuldades para assumir isso para família.. Já que possuia uma ótima estrutura.. E aí não entendi por qual motivo ele mente sobre sua sexualidade, vivendo algo escondido .. Qual a lógica?!
    Não entendi.

    Bjs.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna, eu já vi este livro, não li ele e acho que nunca li nada exclusivo de lgbt, apenas algum personagem coadjuvante. Achei que começou legal, ele se assumindo, os pais aceitando, mas conforme fui lendo tua resenha, também me perguntei o porque de ele mudar a vida dele e ser outra pessoa que ele não é... Será que ele mesmo era preconceituoso? Como não é um livro muito grande, talvez eu leia. Gostei da tua resenha e principalmente, da tua sinceridade.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro ainda, mas não fiquei muito curioso depois da tua opinião...

    E uma pena que o protagonista tenha deitado a sua vida boa por causa disso, mas pelo menos a capa e bonita!! ahahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Que pena que a história não te agradou tanto. A sua resenha não é a primeira negativa que encontro, apesar de sentir curiosidade pela trama é um livro que não faço questão de ler. O tema me atrai, adoro LGBT, mas não sinto que vou me apaixonar por esse =/

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Olá , o único livro de temática lgbt que eu li foi com amor Simon e eu amei o livro e confesso que esse livro não despertar o meu interesse então eu posso a dica

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não conhecia esse livro, mas entendo seu questionamento. Em todo o caso, será que ele não queria simplesmente um desafio? A vida que ele levava parecia ser muto tranquila e ele queria algo para chacoalhar seu mundo e conseguiu. rsrs (vai entender)
    Não sei se lerei o livro, vou procurar outras opiniões antes. Uma pena mesmo que vc não curtiu a leitura.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Se você que leu não entendeu imagine eu que estou lendo sob a sua perspectiva. Não pensei que fosse assim o livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Nossa, enquanto eu estava lendo a sua resenha contando sobre a história só conseguia me perguntar: por quê? Por que ele iria querer viver atrás de uma pessoa que ele não é, quando na verdade a vida dele já estava bastante bem resolvida e até mesmo respeitada pelos próximos? E eu concordo com você: não há nada de representativo nessa história. Nenhuma pessoa homossexual deve criar rótulos para si mesma ou esconder quem é. Ainda bem que li sua resenha à tempo, pois seria uma grande decepção para mim.

    ResponderExcluir
  9. Pois é, confesso que esse livro nunca me atraiu porque não consigo mesmo ver sentido no enredo. O garoto se assume, é aceito, tem apoio... E aí quer fingir ser quem não é? Não entra na minha cabeça.

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Como tudo não é preto no branco, quero ler esse livro e tirar minhas próprias conclusões. Realmente, fica difícil entender o personagem, de acordo com sua opinião, mas, ainda assim tenho curiosidade em conhecê-lo.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu tenho esse livro mas ainda não li. Pena que ele não foi uma leitura que lhe tenha marcado de forma positiva, mas deve trazer alguma reflexão interessante sobre os rótulos.

    ResponderExcluir

Olá aqui é Bruna
Obrigada por deixar sua opinião , ela é sempre muito importante e será lida assim que puder .

- É proibido qualquer tipo de ofensa e palavras de baixo calão.
- Aceitamos criticas construtivas
Obrigada!

© Florescendo Livros - 2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bruna Macena.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo