-->

28/03/2018

Resenha | A Garota Italiana - Lucinda Riley

Titulo Original: The Italian Girl
Autor (a): Lucinda Riley
Editora: Arqueiro
Páginas: 464
Gênero: Romance histórico, Drama
Nota: 
Sinopse: Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música. Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino. Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor

 A Garota Italiana foi meu primeiro contato com a escritora Lucinda Riley, foi um livro diferente de tudo que eu já havia lido a escrita dela é realmente maravilhosa. Essa história começaem Nápoles no ano de 1966 quando conhecemos a pequena Rosanna Menici com apenas 11 anos de idade que passava a maior parte de seu tempo ajudando no restaurante de sua família. Dona de muito talento, esse que seus pais não dão muita atenção até que Roberto Rossini um famoso cantor de ópera vê ela cantando, logo percebe do talento inegável e lhe diz que ela tem um raro talento que seria aprimorado com aulas de canto. Mesmo sem condições seu irmão Luca decidi pagar aulas com algumas economias que tinha guardado com o salário de ajudar seu pai na cantina, ele sempre juntou para um dia poder sair dali e descobrir o que queria para sua própria vida. Mas somente ele reconhece o talento de Rosanna, que se torna uma soprano e consegue entrar em La Scala uma famosa casa de ópera de Milão.

Quando ela ganha a bolsa de estudos, ela e Luca mudam-se para Milão e é nesse tempo enquanto completa seus estudos que ela torna a ver Roberto. O homem que tinha reconhecido seu talento quando pequena, o homem por quem ela se apaixonou desde a primeira vez que o viu. Roberto era um homem sedutor, que usa e abusa disso para conseguir o que quer, arrogante e obcecado pelo sucesso.  Assim que ele revê Rosanna logo percebe que ela já não é mais a menininha que conheceu anos atrás e se interessa pela beleza dela. Mesmo com seu irmão desaprovando Roberto, ela se entrega á ele em um amor obcecado e doentio. Ele não suportava ficar longe dela sem saber o que ela estava fazendo, e ela beijava o chão que ele pisava. O sexo era muitas vezes a solução para brigas e mágoas e coisas que Rosanna queria reprimir, ela acreditava em tudo que ele lhe contava e muitas vezes fingia que não via a personalidade de Roberto.

Juntos Rosanna e Roberto deslancham na carreira musical e podemos ter detalhes da Itália, Londres e Nova York lugares pela qual eles passaram fazendo espetáculos de tirar o folego, mas com o passar da narrativa eu fiquei muito irritada com Rosanna ela sempre achava desculpas para as atitudes inapropriadas de seu marido. E mesmo sendo uma mulher independente e talentosa era muito afetada pela presença de Roberto. Ela sempre dedicou sua vida a musica e quando começou seu casamento, achou que seu marido teria largado a vida que tinha para segurar a mão dela e na verdade ele era o mesmo homem que as colunas de fofoca chamavam de conquistador. 

Muitas vezes eu senti raiva de Roberto pois ele era o tipico homem que trai e coloca a culpa em cima de uma falha boba da esposa, um homem que leva um segredo horrível consigo e se aproximou de Rosanna apenas para tirar sua instabilidade emocional e ficar as sombras de sua fama. Enquanto isso, um casal secundário Luca e a melhor amiga de Rosanna, Abi vivem um amor impossível e inseguro, que apenas me fez passar tanta raiva quanto o casal principal. 

Foram mais de 300 páginas de um relacionamento obsessivo e uma mulher que segue sua vida sempre á espera de um homem que não presta, personagens secundários que mesmo sendo pessoas maravilhosas vivem também um amor sem esperanças e que não faz sentido ser prolongado. Teve momentos que eu tive que parar a leitura e me incentivar a tornar a ler, porque era muita tristeza para um livro só, quando cheguei ao final eu mesma não sabia o que sentia em relação a essa história mas sabia que nunca mais leria novamente.

(...) o amor é uma espécie de vício. É preciso suportar um período de abstinência e não se punir por de vez em quando pensar que nunca vai passar. 

14 comentários:

  1. Eu também nunca li nadinha dessa autora e sinto isso como uma falha, essa é super recomendada e seus livros fazem um baita sucesso, acontece que essa é a primeira obra dela que realmente me chama a atenção, relacionamento abusivo é um tema que me desperta interesse, sendo assim, dica anotada.

    ResponderExcluir
  2. Eu confesso que não tenho a menor vontade de ler esse livro é lendo suas considerações diminuiu mais ainda a vontade, obrigada pela sinceridade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Caramba!
    Nunca li nada da Lucinda, mas sempre ouvi falar maravilhas das histórias delas. Estou bem chocada com o que contou aqui dessa! Um romance abusivo, doentio? Não, definitivamente, se eu tivesse lido também não leria novamente, até porque não pretendo ler, sei que ia passar a mesma raiva que você.
    Sua resenha ficou ótima e adorei sua sinceridade!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Oiieee

    Ah esse livro acho que não é pra mim, não curto nadinha esse tipo de romance retratado e imagino que deve ser uma leitura dificil até de se terminar.
    Obrigada pela resenha sincera, esse com certeza não vou nem arriscar.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu gosto muito dessa autora es este livro não conhecia. Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha lido este livro, mas também não quero ler, especialmente apos ler a tua resenha!

    Enfim, e uma pena que o romance seja assim tao obsessivo, e que o protagonista coloque a culpa de uma traiçao na companheira! Eu não conseguiria terminar a leitura...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. Eu já li outras resenhas desse livro mas nenhuma com tal sinceridade.. Enredos tristes são realmente desmotivadores, eu não gosto então já não leria esse livro.. A resenha foi bem bacana, você trouxe pontos importantes que podem fazer as pessoas gostarem ou não do livro!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito dos livros da Lucinda, mas curiosamente, este foi um livro que não me interessou.
    Bjos Rose

    ResponderExcluir
  9. Pois é... Esse também é um livro que eu nunca leria novamente. Passei muita raiva com esse relacionamento horroroso do casal principal. Também foi meu primeiro contato com a escrita da Lucinda mas quero fazer outra tentativa, só que com outra obra.

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho visto muitos comentários assim sobre esse livro e não tenho a menor vontade de ler. Gostei muito da sua sinceridade na resenha e de ver como você mencionou cada ponto do livro.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Apesar de ver vários comentários sobre essa autora, eu só tentei ler um livro dela e não consegui terminar por achar muito arrastada a narrativa. Portanto, esse livro certamente não me chama atenção. Gostei de conferir suas impressões e claro não posso deixar de dizer que essa capa é muito bonita.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Apesar do livro ter uma linda capa eu não aguentaria ficar presa em tantas páginas com um relacionamento obsessivo. A vida´já tem muitos Robertos, para encontra-los também nas leituras. De conquistadores assim quero passar longe.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Se é tristeza demais pra um livro só, acho que é uma leitura que eu não vou gostar de fazer também. Quero ler algo da autora, mas acho que vou começar por outra obra.

    ResponderExcluir
  14. Oi Bruna, como está?
    Quero MUITO ler algo da Lucinda Riley, mas cara, esse livro pelo jeito é tenso demais para começar a autora. Eu não tenho qualquer estômago para gente como o Roberto e com certeza passo longe desses tipos. Nem como amigo eu quero. Pobre da protagonista, se bem que vamos combinar, ela também não ajuda.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá aqui é Bruna
Obrigada por deixar sua opinião , ela é sempre muito importante e será lida assim que puder .

- É proibido qualquer tipo de ofensa e palavras de baixo calão.
- Aceitamos criticas construtivas
Obrigada!

© FLORESCENDO LIVROS - 2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: BRUNA MACENA.
Tecnologia do Blogger.