28/02/2018

Resenha | Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter - Sarah McLean

créditos da imagem
Titulo Original: Ten Ways To Be Adored When Lading A Lord
Autor (a): Sarah McLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Gênero: Romance de Época
Nota: 
Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família. Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade. Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Desde que eu li Nove Regras a Ignorar Antes de Apaixonar da Sarah McLean ano passado, eu fiquei maluca por essa escritora, foi meu primeiro contato com ela e ela me conquistou e quando pude ler o segundo livro Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter eu fui com muitas expectativas sobre o livro, e felizmente eu fui surpreendida novamente.  No segundo livro vamos conhecer Isabel, que é filha de um conde, mas não vive de acordo com sua posição social, já que seu pai só vivia na vida jogando, bebendo e até apostando a mão da filha. Isabel é uma moça muito meiga e determinada, desde a morte de sua mãe ela cria seu irmão caçula, e ela faz tudo que pode para manter sua propriedade, para que ninguém perceba que ali só vive mulheres, damas que por algum motivo precisaram fugir e recomeçar. Porém com o rendimento financeiro baixo ela acaba tomando uma decisão difícil de vender sua coleção de estátuas de mármore, que são muito importantes para ela. Então ela recorre ao melhor especialista em antiguidades Nicholas St. John.

Lorde Nicholas após ter sido citado em uma lista como o solteiro mais cobiçado, para fugir das mães casamenteiras, acaba aceitando a oferta de avaliar as peças, mas logo ele se surpreende com os modos de Isabel, que concerta telhados sozinha e faz tarefas domésticas sozinha, ele nunca havia visto uma filha de um conde com aqueles modos, aos poucos ele vai descobrindo mais e mais segredos sobre ela e sua propriedade cheia de jovens damas.

créditos da imagem

Quando iniciei a leitura eu logo pensei que seria só mais um daqueles clichês de uma mulher, que sozinha carrega o mundo nas costas e que precisa de uma presença masculina, mas logo percebi que não, pois o que mais gostei foi a força feminina de Isabel e das demais jovens que vivem ali, mesmo sem recursos Isabel fez de tudo para ajuda-lás e muitas jovens e mulheres vem de casamentos abusivos, ou precisaram fugir pois engravidaram ou foram mandadas para fora de casa, elas iam com o futuro incerto e encontravam abrigo e em troca todas ajudavam nos afazeres, se tornando assim boas amigas. Isabel mesmo tendo um título, sofreu muito com um pai que não se importava com a família e gastava mais do que podia, sem se importar com seu irmão caçula, por isso ela preza muito a educação e formação do menino. 

O romance é um pouco clichê, mas é aquele casal que mesmo antes de perceberem que estavam apaixonados, já cuidavam e se importavam com os sentimentos um do outro. Aquela de opostos se atraem, mas no fundo duas pessoas que estavam precisando ter seus corações cuidados por alguém. E ser um casal  muito quente (meu deus!) Além disso todo começo de capitulo tem uma lição que te ajudará a conquistar o seu Lord, e isso foi uma das coisas mais engraçadas do livro. Os livros da trilogia "Os Números do Amor"  tem histórias independentes e podem ser lidas fora da ordem.

créditos da imagem

'' Lorde Nicholas é um verdadeiro modelo de masculinidade. Bonito e charmoso,com uma aura de mistério que faz leques e cilíos balançarem, E os olhos, cara leitora! Tão azuis!''
"Parece que encontramos uma mulher que não te considera tão irresistível." Nick "

16 comentários:

  1. Isabela me representa. Sério dos livros de romance de época que passaram por mim ela é a verdadeira mocinha além do seu tempo ♥ Eu achei ela moderna demais.
    Tu falou algo certo, o romance é clichê sim, mas o casal muito bem escrito e conectado, deixa a história deliciosa. Dos meus romances de época preferidos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helana
      Que bom que gostou da resenha, sei que você é amante de romances de época e entende bem do assunto, acho q Isabel bem a frente do seu tempo mesmo, muito forte e decidida.

      Excluir
  2. Oiiii

    Eu não costumo ler muitos romances de época, mas os da Sarah conseguem me fisgar, são divertidos, com uns personagens que fogem da mesmice e do clichê de sempre. eu adoro ler as histórias da autora e quero conferir esa trilogia dos números assim que terminar a série dela dos canalhas.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Sim a escritora é ótima e consegue criar histórias de suspirar, preciso começar a ler a série dos canalhas eu ainda não obtive em fisico, apenas em ebook mas as capas são tão lindas e eu as quero..

      Excluir
  3. Oi.

    Eu não curto romances de época mas este confesso que fiquei interessada em ler,gostei da premissa e da sua resenha. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Que bom que gostou, dê uma chance para eles..

      Excluir
  4. Só o fato de ser um casal muito quente já me fez desistir da leitura. Até me interessei pelo enredo, mas essa parte mais hot me faz desistir de quase todos os romances de época, porque realmente não curto e acho bem desnecessária. Mas fico feliz que tenha gostado desse e do livro anterior da série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Super entendo, no começo também era assim porém fui me acostumando porque as vezes é tão delicado que acaba se tornando bem romântico..

      Excluir
  5. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! :) E que te apaixonaste pelos personagens!

    Não sou grade fa de cliché, digo já.. Mas o facto de as historias da trilogia serem independentes talvez me faça ler...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Que bom que pode conhecer o livro, espero que um dia de uma chance para eles..

      Excluir
  6. Sou suspeita para falar, porque amo a Sarah MacLean, mas ainda acho o próximo dessa trilogia o melhor. Mas todos os livros dela são maravilhosos.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Nossa agora fiquei ainda mais ansciosa para ler o próximo livro da trilogia.
      Beijos

      Excluir
  7. Amo o clichê! huahuauhhua
    Romance de época então? Prato cheio!!! <3
    Adorei a resenha! Já estou de olho nesse livro a um certo tempo e adorei saber um pouco mais dele através de sua resenha!
    Dica super anotada!!

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Então você é das minhas hein?
      Que bom que gostou querida, volte sempre!

      Excluir
  8. Que lindas fotos *-*
    Eu amei sua resenha, ainda não li essa série, mas tenho ela aqui pronta pra ser iniciada, estou muito curiosa!

    Bjs!

    ResponderExcluir

  9. Olá! Amo um bom clichê de vez em quando. Faz tempo que nao leio romances de época, tô até com saudade desses romances fogosos e proibidos pra época haha. Gostei de saber que mesmo antes do relacionamento já havia cuidado entre eles.
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá aqui é Bruna
Obrigada por deixar sua opinião , ela é sempre muito importante e será lida assim que puder .

- É proibido qualquer tipo de ofensa e palavras de baixo calão.
- Aceitamos criticas construtivas
Obrigada!

© Florescendo Livros - 2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bruna Macena.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo